Millênnium Informática

Cursos básicos avançados e designer gráficos totalmente reconhecidos.

Anuncie Aqui!

Anuncie sua empresa aqui e seja visivel a centenas de usuários.

Anuncie Aqui!

Anuncie sua empresa aqui e seja visivel a centenas de usuários.

Anuncie Aqui!

Anuncie sua empresa aqui e seja visivel a centenas de usuários.

Anuncie Aqui!

Anuncie sua empresa aqui e seja visivel a centenas de usuários.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

TRAGÉDIA NA COLÔMBIA! Queda de avião da Chapecoense deixa 75 mortos.

O avião que transportava a delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia, sofreu um acidente na madrugada desta terça-feira (29).


O prefeito de Medellín, Frederico Gutierrez, disse que o acidente matou ao menos 25 pessoas. Há sobreviventes. O avião da LaMia, matrícula CP2933, decolou de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, com 81 pessoas a bordo: 72 passageiros e 9 tripulantes.

Autoridades colombianas falam em 75 mortos no acidente aéreo. A informação é do General José Acevedo Ossa, da polícia local, responsável pelo resgate.

Segundo informações do Bom Dia Brasil, o diretor de um hospital envolvido no socorro disse que apenas cinco pessoas sobreviveram ao acidente: três jogadores, um jornalista e um comissário. Não há, por enquanto, identificação das vítimas fatais.
Os três jogadores da Chapecoense que sobreviveram
 (Fonte: G1Nóticias)

sábado, 26 de novembro de 2016

Maranhão registra risco de dengue, chikungunya e zika em 33 municípios.

Uma pesquisa do Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) de 2016, realizado pelo Ministério da Saúde, divulgou que o estado do Maranhão possui atualmente 33 municípios em situação de alerta ou risco de surto de dengue, chikungunya e vírus da zika.
Desse total, estão em situação de risco os municípios de Amarante do Maranhão, Barra do Corda, São Domingos do Maranhão e São Mateus do Maranhão.

Já as cidades de Vargem Grande, Tuntum, Tutóia, Miranda do Norte, Raposa, Dom Pedro, Açailândia, São João dos Patos, Rosário, João Lisboa, Bom Jesus das Selvas, Carolina, Chapadinha, Pedreiras, Pastos Bons, Tasso Fragoso, Cururupu, Grajaú, Pinheiro, Balsas, São José de Ribamar, Imperatriz, Paço do Lumiar, Alto Alegre do Maranhão, Mirador, Barão de Grajaú, Caxias, Colinas e Pindaré Mirim estão sendo consideradas em situação de alerta.

Ainda de acordo com o estudo do LIRAa, os municípios de Araioses, Buriticupu, Arari, Estreito, Timon, Coelho Neto, Lago da Pedra, Alto Alegre do Pindaré, Barreirinhas, Bacabal, Itapecuru Mirim, Vitória do Mearim, Codó, Santa Inês, Coroatá, Itinga do Maranhão, Presidente Dutra, Santa Luzia, Viana, Zé Doca e também a capital São Luís se encontra em situação satisfatória.

A divulgação dos dados do LIRAa contou com a participação do ministro da Saúde, Ricardo Barros, que divulgou também a nova campanha para o combate ao mosquito transmissor da dengue, chikungunya e vírus da zika. Segundo o ministro, a nova campanha chama a atenção para as consequências das três doenças e a importância de eliminar os focos do Aedes.

“Para este ano, esperamos uma estabilidade nos casos de dengue e zika. Como chikungunya é uma doença nova, e muitas pessoas ainda estão suscetíveis, pode ocorrer aumento de casos ainda este ano. Porém, para o próximo, também esperamos estabilização dos casos de chikungunya”, explicou o ministro Ricardo Barros.

A Secretaria de Estado e Saúde (SES) informou que o Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), realizado em outubro deste ano, contempla apenas 30 municípios maranhenses em situação de alerta e que os dados na divulgação destes dados o Ministério da Saúde levou em consideração o LIRAa do mês de agosto. Confira a nota na íntegra abaixo:

NOTA

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que o Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), realizado em outubro deste ano, a situação de alerta contempla 30 municípios maranhenses. São eles: Açailândia, Alto Alegre do Maranhão, Amarante do Maranhão, Balsas, Barão de Grajaú, Barra do Corda, Bom Jesus das Selvas, Carolina, Caxias, Chapadinha, Colinas, Dom Pedro, Grajaú, Imperatriz, João Lisboa, Mirador, Miranda do Norte, Paço do Lumiar, Pastos Bons, Pedreiras, Pindaré-Mirim, Pinheiro, Rosário, São Domingos do Maranhão, São João dos Pastos, São José de Ribamar, Tasso Fragoso, Tuntum, Tutóia e Vargem Grande.

A SES esclarece que na divulgação destes dados o Ministério da Saúde levou em consideração o LIRAa do mês de agosto. A Secretaria informa também que realiza monitoramento constante, além de oferecer suporte aos municípios, principalmente em casos de surto do mosquito, inclusive por meio de busca ativa, capacitações e trabalho de campo executado por 2.512 mil agentes de endemias em todo o Maranhão. Além disso, a SES realiza a distribuição para os municípios de frascos de repelentes destinados às gestantes inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico); oferta kits de trabalho de campo para o combate ao mosquito e kits com material completo de Proteção Individual (EPI) para garantir a segurança dos profissionais que fazem a aplicação dos inseticidas.

A Secretaria dispõe, ainda, de serviços de aplicação de inseticida, ampliando o número para carros equipados com as máquinas de ultra baixo volume (fumacê) usadas para a eliminação do mosquito adulto; além da promoção e distribuição de material educativos de prevenção e combate ao mosquito.

Por fim, a SES informa que está vigor a Campanha ‘Maranhão Contra o Aedes’, que prevê criações de brigadas, trabalhos de limpeza urbana, inspeções de prédios públicos e capacitações.
(Fonte: G1 Maranhão)

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Homem forja triângulo amoroso no Whatsapp para aplicar golpe na Bahia.

Um homem foi preso no município de Mata de São João, na região metropolitana de Salvador, após tentar aplicar um golpe por meio do aplicativo Whatsapp. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito fingiu ser uma jovem mulher e iniciou um relacionamento virtual com um homem de 50 anos. Para tornar o plano mais convincente, ele usou a foto de uma mulher escolhida na Internet para ilustrar o perfil, segundo a polícia.
Algumas semanas depois, o suposto estelionatário voltou a entrar em contato com a vítima se passando, desta vez, como traficante que seria marido da jovem com quem ele estava se relacionando. Afirmando ter descoberto o caso, teria cobrado o valor de R$ 5 mil para não matá-lo em virtude do falso triângulo amoroso. Segundo a polícia, o suspeito enviou mensagens com ameaças de morte também aos familiares da vítima.

 As informações foram passadas pelo delegado responsável pela prisão, Giovanni Iran. Ele contou que a prisão ocorreu na terça-feira (22), mas o suspeito só foi apresentado na manhã desta quinta (24), na sede da Polícia Civil, em Salvador.

Segundo o delegado, o suspeito tem 37 anos e foi preso em flagrante ao tentar retirar móveis e eletrônicos da casa da vítima. Os itens serviriam de garantia, caso o pagamento do valor cobrado não fosse realizado. Entretanto, já ciente do caso, a polícia disse que conseguiu frustrar a ação do suposto estelionatário.

“Primeiro, ele se passou por uma jovem morena e bonita. Depois, se passou pelo marido dela, que seria um traficante. No final, esteve na casa da vítima se passando que por um conhecido do traficante para retirar tudo de dentro da casa. Ele se passou por três pessoas. Todos eram um só”, contou o delegado sobre o modo de agir do criminoso.

Na fase de ameaças, a polícia conta que a vítima, que é casada, chegou a deixar a casa onde morava com a família com medo do suposto traficante traído. Depois, entretanto, conseguiu tomar coragem e denunciar o caso.

“Temos indícios, mas ainda não podemos antecipar, de que ele é um estelionatário contumaz”, suspeita o delegado Giovanni Iran. Preso, o homem de 37 anos está à disposição da Justiça.
(Fonte: G1 Notícias)

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Procon-MA entra com ação contra fechamento de agências do Banco do Brasil.

Para impedir o fechamento de 13 agências do Banco do Brasil no Maranhão, o Procon ajuizou uma Ação Civil Pública (ACP), na Vara de Interesses Difusos e Coletivos, na tarde desta quinta-feira (24). Em todo o estado, e 248 funcionários podem ser afetados pelo conjunto de medidas de reorganização institucional, adotados pela instituição bancária.
O documento requer o pleno funcionamento de todas as agências no estado, pede ainda que o Banco do Brasil preste esclarecimentos sobre as notícias veiculadas a respeito do fato e a exposição – através de um plano de melhorias com metas de curto, médio e longo prazo - das medidas que seriam tomadas em favor dos consumidores caso a decisão seja efetivada.

O Banco do Brasil ainda deverá informar quais providências estão sendo ou foram tomadas para evitar o impacto negativo aos consumidores. A ACP ainda busca a elaboração de um relatório sobre os impactos econômicos e a adequação das mudanças ao plano de negócios e à estratégia operacional da instituição, conforme art. 16, resolução nº 4.072, do Banco do Brasil.

Com isso, a instituição deverá apontar quais serviços deixarão de ser prestados nos postos de atendimento e quais continuarão sendo oferecidos, além de apresentar o quantitativo de funcionários, atendimentos e clientes das agências que serão reestruturadas no Maranhão. O Banco do Brasil pode ser condenado a pagar R$ 40 milhões em danos morais coletivos.

Para o presidente do Procon no Maranhão e diretor dos Procons Nordeste, Duarte Júnior, mesmo com lucros bilionários, o Banco do Brasil prefere fechar agências em vez de investir na melhoria e humanização do atendimento que são “de péssima qualidade”.

“Chama-se atenção para o fato de que mesmo com lucros bilionários, o Banco do Brasil prefere fechar agências do que investir na melhoria e humanização do atendimento. Temos pleno conhecimento que o princípio da livre iniciativa é essencial para a ordem econômica, assim como os direitos básicos do consumidor, ambos com previsão expressa no art. 170 da Constituição Federal/1988. Logo, não admitiremos sobreposição e retrocessos aos direitos e garantias sociais previstos constitucionalmente”, afirma.
Outro fator que levou ao ingresso da ACP é o descaso constante da instituição com os consumidores demonstrado nos relatórios das fiscalizações realizadas pelo Procon. Somente de abril a junho de 2016, o referido banco lucrou exatamente R$ 2,46 bilhões, comprovando que a atual crise por qual passa o país não atingiu as instituições financeiras. O lucro dos bancos, inclusive, supera o lucro de todos os outros setores da economia brasileira juntos.

A Ação Civil Pública movida pelo Procon/MA irá aguardar o deferimento da medida de urgência pleiteada. Contudo, os consumidores que identificarem qualquer irregularidade no  serviço bancário podem realizar denúncia por meio do aplicativo disponível para download, pelo site ou em qualquer unidade física mais próxima.

Consumidor será afetado
Diante do relatório de fiscalização apresentado pelo órgão, é contraditório acreditar que o consumidor maranhense não será afetado com o fechamento de agências, que são inclusive utilizadas para recebimento de benefícios sociais. Como justificativa dessa ação, o Banco do Brasil, informa que a instituição tem objetivo de economizar e investir em atendimentos virtuais, abrindo 255 agências digitais em 2017.
Entretanto, considerando a realidade maranhense, o investimento apenas em canais digitais, como sugere o banco, não é suficiente para a garantia do atendimento bancário, que deveria ser utilizado como alternativa e não ferramenta principal. Segundo dados fornecidos pela Agência Nacional de Telecomunicações - Anatel, o Maranhão é o estado da federação com o menor acesso à internet, apenas 9,8% dos domicílios têm acesso ao serviço.

O presidente destaca, ainda, que o fechamento das agências bancárias acarreta mais custos aos consumidores, que terão de arcar com grandes deslocamentos para utilizar o serviço, assim como a economia local será afetada, principalmente nos municípios do interior do estado, onde não existe grande quantidade de agências à disposição e o dinheiro em espécie ainda é mais utilizado que cartões de débito ou crédito.

Atos contraditórios
Segundo o presidente do Procon-MA e diretor dos Procons Nordeste, Duarte Júnior, o Banco do Brasil age de forma contraditória aos grandes lucros.  O Procon reforça o fato de ter intensificado as fiscalizações no ano de 2016, realizando, semanalmente, vistorias nos bancos em todo o Maranhão.

Por conta de infrações como demora no atendimento, falta de dinheiro em caixas eletrônicos, entre outras, o Procon multou somente as agências bancárias que serão fechadas, em um total de R$ 472 mil, nos anos de 2015 e 2016. Dentro deste valor, R$ 62 mil foram aplicados a agência de Imperatriz, R$ 10 mil à agência de Açailândia, R$ 390 mil à agência de São Luís na Deodoro, mais de R$ 2 mil à agência do Anjo da Guarda e R$ 5 mil à agência do Anil.

Tais argumentações, aliada ao fato de semanalmente serem aplicadas dezenas de sanções em bancos pelo Procon Maranhão, leva a conclusão de que fechar agências e diminuir o corpo de funcionários não é a solução para o problema no estado.
(Fonte: G1 Maranhão)

PF deflagra operação de combate à extração ilegal de madeira no Maranhão.

A Polícia Federal deflagrou, entre os dias 17 e 23 de novembro, a operação de selva “Curupira do Norte”, nos municípios de Açailândia e Bom Jardim. O objetivo é combater a extração ilegal de madeira na Reserva Biológica do Gurupi e na Terra Indígena do Caru. O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) trabalhou em parceria com nove policiais na ação de combate.

A Reserva Biológica do Gurupi protege uma das últimas porções da Amazônia maranhense. As áreas são alvos de desmatamentos frequentes não só para a extração de madeira ilegal, mas também para o cultivo de maconha, criação de gado, sendo frequente a presença de grileiros e posseiros.

A caça ilegal também constitui um problema sério na região. As áreas abrangidas pela operação são muito grandes e isso dificulta a fiscalização pelos órgãos federais, o que cria a necessidade de uma ação quase permanente, para que se faça cessar essas irregularidades com ações constantes para o combate ao desmatamento.
Em operação, foram apreendidos e destruídos quatro caminhões transportando madeira de forma ilegal, além de um trator de rodas e um jipe que dava suporte às plantações de maconha. A operação também conseguiu desativar uma serraria clandestina.

Nove armas de caça e animais mortos foram apreendidos no entorno das reservas e os caçadores vão responder criminalmente. A operação também flagrou um motoqueiro transportando um saco de maconha em uma moto, com aproximadamente 1kg da droga.
(Fonte: G1 Maranhão)

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Em Timon, moradores matam assaltantes e jogam corpos no Rio Parnaíba.

Os corpos de dois homens acusados de praticarem vários assaltos foram resgatados na tarde de segunda-feira(24), por uma equipe do Corpo de Bombeiros de Timon,eles foram mortos pela população ao tentarem praticar mais um assalto.desta vez na zona rural da cidade.
De acordo com informações moravam na região do Parque Alvorada, os corpos foram encontrados na região do povoado Piranhas, estavam amarrados um em cima do outro e com as mãos amarradas para trás.

De acordo com informações repassadas pela Policia Civil, os dois assaltantes identificados pelo nome de, Hiago e Valmir em companhia de um terceiro elemento estavam praticando roubos na naquela localidade foram pegos pela população e mortos. Já o terceiro identificado pelo nome de Erison, teve mais sorte, conseguiu fugir bastante ferido e está internado no HUT em Teresina.

Ainda de acordo com informações da Policia Civil, tudo indica que o crime aconteceu no último dia 18/10(terça-feira), após serem mortos pela população que decidiu fazer justiça com as próprias mãos os corpos foram jogados no Rio Parnaíba.

A policia também trabalha para identificar os moradores envolvidos nos dois crimes. O trabalho de resgate dos corpos realizado pelo Corpo de Bombeiros foi acompanhado por uma equipe de policiais da Delegacia de Homicídios, homens do Icrim e IML, Os dois corpos dos assaltantes foram levados para o IML de Timon.

(Fonte: Luis Cardoso)

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Polícia detém 30 pessoas no MA em campeonato de briga de galos.

A Polícia Civil do Maranhão encontrou cerca de 200 pessoas que assistiam e faziam apostas em uma rinha (briga de galos), que funcionava no bairro Bob Kennedy, em Paço do Lumiar, na Região Metropolitana de São Luís. A chegada dos agentes, na última sexta-feira (21), foi justamente no momento de uma das brigas. As apostas eram altas e, de acordo com as investigações policiais, tinha animal avaliado em até R$ 20 mil. Foram conduzidas para delegacia 30 pessoas. Todas foram ouvidas e liberadas. As investigações seguem com a Delegacia de Meio Ambiente.
Rinha funcionava em Paço do Lumiar, na Região Metropolitana de São Luís.
Os policias fizeram imagens do momento da abordagem e em um dos trechos é possível perceber que um animal está morto. A ação policial foi depois inúmeras denúncias anônimas.

No material apreendido, muitas maletas que serviam para transportar os animais. As etiquetas de algumas confirmam que pessoas de Fortaleza (CE) e Belém (PA) estavam em São Luís para participar do evento criminoso. Foram apreendidos ainda balança para pesagem do animal, telas que cronometravam as brigas, que duravam cerca de 1h divida em três períodos, entre outros materiais.

“As pessoas eram esclarecidas e vinham de outros estados. Tem as caixas que os galos eram transportados com as etiquetas de empresas aéreas e nos depoimentos alguns confirmaram que eram de outros estados”, disse a delegada Bianca Almada.
Delegada Bianca Almada da Delegacia de Meio
Ambiente
A polícia encontrou ainda pulseiras de credenciamento de participantes. Nelas, a confirmação da data do próximo evento: 31 de outubro.

“Eles tem uma estrutura montada pra isso. Tem ‘hotéis’ para os galos trazidos por pessoas de fora da cidade”, revelou à delegada.

A polícia acredita que no momento da ação policial, estava sendo realizado um campeonato interestadual, no qual os apostadores estavam dispostos a pagar valores altos.

“O volume de dinheiro que essas pessoas tinham nos bolsos eram valores altos. Nos depoimentos também disseram que tinham animais avaliados em R$ 15 mil, R$ 20 mil”, declarou Bianca Almada.

Pela Lei de Crimes Ambientais é crime praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos. A pena é de detenção, de três meses a um ano, e multa.

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

PF faz ação no Congresso para prender policiais legislativos.

A Polícia Federal foi ao Congresso logo no início da manhã desta sexta-feira (21) para realizar uma ação contra policiais legislativos suspeitos de prestarem serviço de contra inteligência para ajudar parlamentares investigados na Lava jato. A suspeita é de que policiais legislativos faziam varreduras nas casas dos políticos para, por exemplo, identificar e eliminar escutas instaladas com autorização judicial.
Quatro policias legislativos foram presos. A prisão deles é a temporária, que não tem prazo definido para terminar. Um dos presos é Pedro Ricardo Araújo Carvalho, chefe da polícia legislativa. Foram expedidos ainda cinco mandados de busca e apreensão e quatro de afastamento de função pública. Os policias legislativos são servidores do Congresso que atuam na segurança no prédio.

A operação desta sexta tem como base a delação premiada de um policial legislativo. Segundo ele, um diretor da polícia legislativa determinava que os subordinados prestassem o serviço de contra inteligência para senadores.

De acordo com o Ministério Público Federal, não há mandados nesta operação contra políticos nem foram realizadas buscas em gabinetes de parlamentares no Congresso.
(Fonte: G1 Noticias)

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Eduardo Cunha é preso em Brasília por decisão do Juiz Federal Sérgio Moro.

O ex-deputado Eduardo Cunha foi preso nesta quarta-feira em Brasília. A informação foi confirmada pela Polícia Federal. A ordem de prisão preventiva – ou seja, sem data prevista para soltura – foi expedida pelo juiz federal Sergio Moro, que conduz os processos resultantes da Lava Jato em Curitiba. Cunha foi preso perto da casa em que vive na capital federal. Ainda segundo a PF, o ex-deputado já está a caminho do hangar da corporação em Brasília para embarque rumo a Curitiba. A previsão de chegada na capital paranaense é entre 17 e 18 horas.
A prisão preventiva de Cunha leva em conta investigações que apontam que o empresário Idalécio de Castro Rodrigues de Oliveira pagou propina ao ex-deputado para ser beneficiado em um contrato de aquisição dos direitos de participação na exploração de um campo de petróleo no Benin. Ao todo, teria sido pago a Cunha 1,311 milhão de francos suíços, o equivalente a 1,5 milhão de dólares. Na transação, o ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Jorge Zelada teria atuado como intermediário no acerto dos valores.

O Ministério Público conseguiu mapear o caminho do dinheiro movimentado na transação e a participação do lobista ligado ao PMDB João Augusto Henriques, apontado como destinatário de pelo menos 10 milhões de dólares em propina na transação. Nas investigações, foram encontrados registros de que a offshore Acona Internacional repassou 1,311 milhão de francos suíços para a conta Orion SP, que pertence a Eduardo Cunha. A partir da Orion, novos repasses foram feitos para contas ligadas ao política e à mulher dele, a jornalista Cláudia Cruz, que também responde a processo na Lava Jato.

Moro atendeu a pedido do Ministério Público Federal. Em despacho datado de ontem e tornado público nesta quarta-feira (confira abaixo), o juiz autorizou que os agentes da PF entrassem na casa de Cunha “com as cautelas devidas para evitar incidentes desnecessários”.

Ao pedir a prisão de Cunha, o MP alegou que há risco de o ex-parlamentar atrapalhar as investigações e também de fugir do país, já que ele tem dupla nacionalidade, brasileira e italiana.

“Enquanto não houver rastreamento completo do dinheiro e a total identificação de sua localização atual, há um risco de dissipação do produto do crime, o que inviabilizará a sua recuperação. Enquanto não afastado o risco de dissipação do produto do crime, presente igualmente um risco maior de fuga ao exterior, uma vez que o acusado poderia se valer de recursos ilícitos ali mantidos para facilitar fuga e refúgio no exterior”, disse Sergio Moro no despacho em que determinou a prisão do ex-presidente da Câmara dos Deputados.

Para embasar a necessidade de prender o ex-deputado, os procuradores citam diversas ações de Cunha, quando ele ainda ocupava a presidência da Câmara, para atravancar as investigações, como a convocação da advogada Beatriz Catta Pretta para depor à CPI e as manobras no Conselho de Ética para enterrar o processo que pedia a cassação do ex-deputado.

Afirmou Moro na decisão: “Os episódios incluem encerramento indevido de sessões do Conselho de Ética, falta de disponibilização de local para reunião do Conselho e até mesmo ameaça sofrida pelo relator do processo”. Ainda segundo o juiz, a cassação não suprimiu os riscos que ensejam a prisão, até porque o ex-deputado agiu por intermédio de terceiros, “inclusive agentes que não são parlamentares”.

Na quinta-feira passada, Moro ratificou a ação penal aceita pelo Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ex-deputado pelos crimes de corrupção passiva, evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Como Cunha teve o mandato cassado em setembro e perdeu o foro privilegiado, caberá a Moro julgá-lo por suposto recebimento de propina em contratos da Petrobras para exploração de petróleo em um campo no Benin, na África, ocultada em contas na Suíça.

O ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, havia encaminhado a Moro em setembro, poucos dias após a cassação de Eduardo Cunha, as duas ações penais já abertas contra o ex-deputado no Supremo. Sergio Moro seguiu o Ministério Público Federal do Paraná e não aceitou a denúncia inicialmente oferecida pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra Cunha por crime eleitoral. Janot havia acusado Cunha de omitir as contas no exterior de suas declarações de bens ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

terça-feira, 18 de outubro de 2016

PF investiga grupo empresarial de Bandas de Forró por fraudes no Ceará.

A Polícia Federal, em ação conjunta com a Receita Federal, deflagrou na manhã desta terça-feira (18) a operação "For All", contra fraudes no Imposto de Renda cometidas por um grupo empresarial atuante no ramo do entretenimento e responsável por famosas bandas de forró e casas de show no Ceará. Estimativa preliminar já identificou uma omissão de receitas de mais de R$ 300 milhões, segundo a Receita.
Estão sendo cumpridos 76 mandados judiciais, sendo 32 de condução coercitiva (quando a pessoa é levada a depor e depois é liberada) e 44 de busca e apreensão em Fortaleza, Russas (CE) e Sousa (PB). Há apenas um mandado sendo cumprido na Paraíba; os demais são no Ceará. Os mandados estão sendo cumpridos por cerca de 260 policiais federais e 35 auditores.

Entre as pessoas levadas à sede da Polícia Federal, em Fortaleza, para prestar depoimento estão os empresários Isaías Duarte e Carlos Aristides, do grupo A3 Entretenimento. tentamos contato com a A3, empresa investigada na operação, e foi informado que ninguém comentaria o assunto.

A Justiça Federal também decretou o bloqueio de imóveis e a apreensão de veículos pertencentes a pessoas ligadas ao grupo.

Há indícios de que os integrantes da organização forneciam dados falsos ou omitiam dados nas suas declarações de Imposto de Renda pessoa física e jurídica, para eximir-se da cobrança de tributos.

O grupo ainda adquiria bens, como veículos e imóveis, sem declarar ao Fisco. Foram encontradas divergências sobre valores pagos a título de distribuição de lucros e dividendos, movimentações bancárias incompatíveis com os rendimentos declarados, pagamentos elevados em espécie, além das diversas variações patrimoniais a descoberto.

No decorrer da investigação, foram identificados indícios de lavagem de capitais, falsidade ideológica e associação criminosa.

"As medidas judiciais cumpridas hoje pela Polícia Federal têm por finalidade buscar a responsabilização das pessoas físicas e jurídicas ligadas ao grupo empresarial e possibilitar que Receita Federal se municie de elementos suficientes permitindo uma real avaliação dos possíveis tributos sonegados", informou a PF.

A Receita Federal divulgou que as investigações inciaram em 2012 e foram aprofundadas a partir de 2014, com a parceria da Polícia Federal e do Ministério Público.
(Fonte: G1 Noticias)

Idosa de 90 anos e outras duas são feitas reféns em Chapadinha - MA.

Dois bandidos mantiveram três idosas reféns durante oito horas nesta segunda-feira (17) no município de Chapadinha, a 245 Km de São Luís. Os criminosos se entregaram à polícia no fim da tarde. As idosas não tiveram nenhum ferimento e passam bem.
O sequestro aconteceu após os criminosos assaltarem um posto de gasolina, uma casa lotérica e uma revendedora de gás. Eles foram perseguidos pela polícia e entraram na casa onde vivem as três idosas, uma de 90 anos e as outras duas de 65 e 60 anos, no bairro Campo Velho.

Os criminosos ameaçavam incendiar a residência e causaram pânico em toda a cidade. Segundo a polícia, eles não são moradores da região.

O juiz Cristiano Simas, da 1ª Vara da Comarca de Chapadinha, tentou negociar com os criminosos, sem sucesso. O Coronel Vaz, da Polícia Militar, conseguiu convencer os dois homens a se entregarem. Os dois jogaram as armas calibre 38 no chão e entraram na viatura.

Por determinação judicial, os criminosos serão levados ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas.
(Fonte: G1 Maranhão)

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

SENARC apreende Cocaína, Crack e Sete armas de fogo em São Luis MA.

Dando continuidade às ações de combate ao tráfico de drogas na capital maranhense, a Polícia Civil, através da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico - SENARC, efetuou na terça-feira (06), por volta das 19h30min, a prisão de Sidney Frazão Barros, vulgo "Pinóquio", 30 anos de idade e, a apreensão do menor de idade P.W.M.O, em decorrência de estarem na posse de 07 armas de fogo, sendo: 04 pistolas, marca Taurus, cal .40, 01 pistola, marca Taurus, cal. 635, 01 revólver, marca Taurus, cal 38, e 01 submetralhadora, cal 9mm, sem marca aparente, várias munições; aproximadamente 01kg de crack e 101 invólucros de plástico, contendo cocaína.
Ressaltando que, a operação é resultado de um trabalho investigativo desenvolvido há cerca de três meses, Após várias denúncias, via aplicativo Whatsapp, que apontavam Sidney Frazão Barros e Daniel Almeida dos Santos (que não se encontrava em sua residência, por ocasião da ação policial) como sendo suspeitos da comercialização de substâncias entorpecentes no bairro mencionado e bairros adjacentes, bem como de serem integrantes de uma facção criminosa. "Pinóquio" já responde a processos pelos crimes de roubo e homicídio, e foi beneficiado com a liberdade provisória há cerca de quinze dias, após ter sido preso em meados do mês de maio pelo envolvimento nos ataques a coletivos na região metropolitana de São Luís, MA.